27 de abril de 2011

0

Depressão



O que é a depressão?

Dizer o que é depressão é difícil, é mais fácil dizer o que ela não é: depressão não é loucura, não é falta de força de vontade, não é um problema de caráter, não é preguiça, não é manipulação das outras pessoas. Depressão é uma doença como outra qualquer!
Não se pode confundir a depressão com os estados normais de tristeza. Se você está abalado pela perda de um ente querido então seu estado de humor não tem nada de errado, pois existe uma causa conhecida e este estado tende a passar com o tempo.
A depressão é um transtorno que psicológico de humor ou afetivo, que afeta todo o corpo e mente, deixando a pessoa com reais níveis de alteração da vida e da realidade, podendo em casos muito avançados, levar até mesmo á morte.
Por ser uma doença que atinge a mente das pessoas a depressão pode ser causada por dificuldades ou grandes transtornos passados pela vítima. A doença deve ser tratada para ter cura total ou nada funciona.
Existem muitos tipos de depressão, algumas das mais conhecidas são a depressões pós-parto, a depressão atípica por infelicidade, medo, saudade, e também existem as depressões típicas, como as causadas por tristeza, desânimo, e também a depressão rara que é aquela que a pessoa acaba sendo vítima quando se acha muito feliz, ou quando perde uma pessoa que ela pode até não gostar, mas que começa a fazer falta.


A depressão tem tratamento?

Sim, mais de 80% das pessoas com depressão melhoram com o tratamento apropriado. Os tratamentos para a depressão incluem principalmente a psicoterapia e os medicamentos.
A psicoterapia é também chamada de terapia “para conversar”. Na depressão a psicoterapia ajuda o indivíduo a encontrar novas formas de lidar com seus problemas, identificar e entender um pouco mais sobre a depressão e como evitá-la no futuro.
Os medicamentos que corrigem o desequilíbrio químico das substâncias no cérebro são chamados de antidepressivos. Os antidepressivos mais modernos geralmente são eficazes, bem tolerados, seguros e não causam vício ou dependência, mesmo se utilizados por muito tempo e em doses elevadas. São necessárias algumas semanas para que o efeito dos antidepressivos aconteça. Até que o efeito ocorra, não se deve exigir do paciente com depressão uma mudança radical de comportamento, porque ele ainda não vai estar pronto para isso; é como se pedíssemos para uma pessoa que acabou de tirar o gesso de uma perna quebrada correr. É muito importante que o paciente e seus familiares compreendam que a depressão é uma doença médica real e que necessita de tratamento específico

Tem cura?

Sim.Remédios antidepressivos podem ser o primeiro tratamento e, freqüentemente, dão resultado. O ideal é que os medicamentos sejam administrados junto com acompanhamento psicológico.
Um dos efeitos colaterais da ECT é a amnésia e o paciente pode esquecer fatos ocorridos há dois ou três dias do tratamento.
Uma nova terapia consiste em se aplicar um forte campo magnético no cérebro. Em alguns pacientes, esse tratamento funciona tão bem como o eletrochoque e não causa amnésia.
No entanto, os pesquisadores ainda estão estudando as melhores indicações para a aplicação do campo magnético.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja muito bem vindo(a)!

♥ Conte para mim o que você achou da postagem e do meu blog. Dê também seus palpites, sugestões e ideias.