1 de janeiro de 2014

0

10 Mandamentos da felicidade





1. Mantenha a calma em situações de conflito
A todo custo evite a explosão. Quanto mais a situação for complicada, mais a calma é necessária. Acione o mecanismo que assegure a calma de ambos diante da situação conflitante.

2. Nunca grite com o outro
Quem tem bons argumentos não precisa gritar. Quanto mais alguém grita, menos é ouvido. Diz o ditado popular que, se gritar resolvesse alguma coisa, porco nenhum morreria...

3. Se alguém deve ganhar na discussão, deixe que seja o outro
Perder uma discussão pode ser um ato de inteligência e uma demonstração de amor. Uma pequena discussão pode tirar a alegria do lar por muitos dias.

4. Se for inevitável chamar a atenção, faça-o com amor
A crítica construtiva soma e não divide. É amorosa, sem acusações nem condenações. Antes de apontar um defeito, apresente duas qualidades e, o outro, aceitará melhor o que tem a dizer.

5. Não jogue no rosto do outro os erros do passado
A pessoa é sempre maior que seus erros e seus defeitos. Não acuse o outro por seus erros passados; agindo assim, você estará trazendo-os de volta e dificultando que se livre deles.

6. Não seja displicente com seu cônjuge
Na vida a dois, tudo é importante: a felicidade nasce das pequenas coisas. A falta de atenção para com o cônjuge entristece a vida do casal, pois demonstra desprezo para com o outro.

7. Nunca vá dormir sem ter chegado a um acordo
Se não chegarem num acordo antes de deitar, no dia seguinte o problema poderá ser bem maior. Os problemas da vida conjugal são normais e exigem atenção e coragem para enfrentá-los.

8. Diga ao seu cônjuge uma palavra carinhosa, pelo menos uma vez ao dia
Não basta amar o outro; é preciso dizê-lo em voz alta. Isto tem um efeito quase mágico. É um tônico capaz de mudar completamente o estado de ânimo, de humor e de bem estar.

9. Cometendo um erro, saiba admiti-lo e peça desculpas
Admitir um erro não é humilhação. É uma atitude que demonstra honestidade consigo e com o outro. Quando errar, reconheça o erro, peça perdão e procure remediar o que fez de errado.

10. Quando um não quer, dois não brigam
É a sabedoria popular que ensina isto. Tome a iniciativa e quebre o ciclo pernicioso que leva á briga,esta iniciativa é sempre um gesto de grandeza de maturidade e de amor.

Fonte:Blog Seja forte e corajosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja muito bem vindo(a)!

♥ Conte para mim o que você achou da postagem e do meu blog. Dê também seus palpites, sugestões e ideias.